Compromisso social

Portas automáticas para clínicas de fisioterapia e traumas

É habitual a presença de portas automáticas em centros médicos de todo o tipo. Além de acessos principais dos hospitais, também estão presentes em clínicas oftalmológicas, odontológicas ou onde se realizem operações de cirurgia estética.

Um destes espaços destinados à saúde das pessoas são as clínicas de fisioterapia, osteopatia e traumatologia. Estas especialidades tratam doenças e patologias relacionadas com os músculos e os ossos. Quando temos uma lesão ou rutura nas extremidades inferiores, quer seja no joelho, na anca, nos pés ou noutras zonas, as portas automáticas são muito úteis para se chegar a uma consulta médica.

Muito provavelmente, o paciente chegará apoiado por muletas ou movendo-se numa cadeira de rodas e com uma venda ou gesso. Se encontrar um acesso inteligente na entrada do edifício, o sensor de presença ou movimento aciona as folhas de vidro e a pessoa não tem que usar as mãos, algo que aconteceria se o imóvel tivesse portas manuais.

Na Manusa, somos especialistas no design, fabrico, instalação e manutenção de portas automáticas no setor sanitário. Os nossos produtos contam com importantes características como a funcionalidade e a segurança. Para as entradas e saídas de clínicas de traumatologia e fisioterapia as melhores opções são:

É também comum que o centro médico conte com bloco de operações e sala de raios x para realização de radiografias e ressonâncias magnéticas. Neste caso, são de grande utilidade e segurança as portas herméticas automáticas e as portas com chumbo. Todos os nossos acessos inteligentes cumprem a normativa vigente e são fabricados com os melhores materiais do mercado para que o resultado final seja duradouro e de alta qualidade.

Possui uma clínica destinada a tratar pacientes que necessitem de tratamentos de fisioterapia ou traumatologia? Contacte já a Manusa para serviços de assessoria quanto às melhores soluções de acesso, que irão melhorar a experiência das pessoas que acudam ao seu centro sanitário.

Tem dúvidas?