Lisboa, Portugal

CCB - Centro Cultural de Belém

Comercio

A construção do Centro Cultural de Belém (Lisboa) começou em 1988, após a apresentação de 57 projectos, tendo o consórcio do arquitecto italiano Vittorio Gregotti e o arquitecto português Manuel Salgado sido finalmente seleccionado. Foi originalmente concebido para acolher a presidência portuguesa da União Europeia em 1992, e mais tarde tornou-se um centro de actividades culturais. 

Hoje, é um dos maiores ícones da Lisboa moderna, albergando uma das mais interessantes colecções de arte moderna que pode ser visitada. Além disso, a sua localização é um privilégio, pois situa-se no emblemático bairro de Belém, junto a outros monumentos tais como o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém e o MAAT.  

Num dos acessos ao CCB, a Manusa foi encarregada de substituir duas portas giratórias por duas portas duplas curvas

Portas automáticas curvas para entradas singulares 

A tarefa da Manusa consistiu em remover as portas instaladas e adaptar essa parte da fachada de modo a encaixar as portas curvas. Para este fim, foram realizadas importantes obras de ferro com vigas curvas UPN para apoiar as portas. Além disso, os tectos interiores personalizados foram também instalados, integrando a iluminação especial de tectos LED, de acordo com as especificações da direcção do CCB.

As portas automáticas curvas permitem uma circulação intensa, rápida e ordenada, tal como o acesso a um museu como o CCB, mas sem ter de renunciar a uma entrada singular e elegante.

 

Tem dúvidas?