Você está aqui: Produtos / Portas corta-fogo / Portas corta-fogo de vidro

Portas corta-fogo de vidro

As portas corta-fogo de vidro combinam a funcionalidade e estética de uma porta automática com propriedades ignífugas e isoladoras contra o fogo.

Perguntas frequentes

Certificado de portas anti-incêndio de vidro da Manusa

Para certificar a sua resistência ao fogo, as portas corta-fogo de vidro da Manusa foram ensaiadas e classificadas como conformes à normativa aplicável UNE-EN 13501-2:2009+A1:2010. Esta norma faz referência à classificação em função do comportamento dos produtos de construção e elementos para a edificação face ao fogo.

As portas automáticas e batentes corta-fogos da Manusa dispõem de diferentes classificações, de acordo com as necessidades de proteção contra incêndios requeridas pelo cliente. São três as classificações principais deste tipo de porta: as portas com classificação E (Integridade) são aquelas em que durante um tempo determinado não aparecem chamas ou gases na superfície não exposta ao fogo. As portas com classificação EI (Integridade e isolamento térmico) são aquelas em que durante um determinado período de tempo não aparecem chamas nem gases, ou não ocorre uma transferência significativa de calor na superfície da porta não exposta ao fogo.  Por último, as portas com classificação EW (Integridade e radiação térmica reduzida) são aquelas que além de protegerem da radiação inicial de chamas e gases, limitam a transmissão de radiação térmica e impedem o início de combustão no setor contíguo.

Verificar as juntas de estanqueidade e os pontos de fecho da porta de forma regular é fundamental para que as portas corta-fogo cumpram a sua função em caso de emergência. Além disso, fazer um seguimento dos vidros para detetar eventuais rachas ou bolhas, que poderiam ser sintomas de possíveis ruturas, pode evitar incidentes. Por isso é tão importante uma boa manutenção das portas. Na Manusa dispomos de diferentes tipologias de contrato de manutenção, que podem ser personalizáveis à medida de cada cliente e com prioridade de assistência.

Para certificar a sua resistência ao fogo, as portas corta-fogo de vidro da Manusa foram ensaiadas e classificadas como conformes à normativa aplicável UNE-EN 13501-2:2009+A1:2010. Esta norma faz referência à classificação em função do comportamento dos produtos de construção e elementos para a edificação face ao fogo.

As portas automáticas e batentes corta-fogos da Manusa dispõem de diferentes classificações, de acordo com as necessidades de proteção contra incêndios requeridas pelo cliente. São três as classificações principais deste tipo de porta: as portas com classificação E (Integridade) são aquelas em que durante um tempo determinado não aparecem chamas ou gases na superfície não exposta ao fogo. As portas com classificação EI (Integridade e isolamento térmico) são aquelas em que durante um determinado período de tempo não aparecem chamas nem gases, ou não ocorre uma transferência significativa de calor na superfície da porta não exposta ao fogo.  Por último, as portas com classificação EW (Integridade e radiação térmica reduzida) são aquelas que além de protegerem da radiação inicial de chamas e gases, limitam a transmissão de radiação térmica e impedem o início de combustão no setor contíguo.

Verificar as juntas de estanqueidade e os pontos de fecho da porta de forma regular é fundamental para que as portas corta-fogo cumpram a sua função em caso de emergência. Além disso, fazer um seguimento dos vidros para detetar eventuais rachas ou bolhas, que poderiam ser sintomas de possíveis ruturas, pode evitar incidentes. Por isso é tão importante uma boa manutenção das portas. Na Manusa dispomos de diferentes tipologias de contrato de manutenção, que podem ser personalizáveis à medida de cada cliente e com prioridade de assistência.